Fique por dentro do RFid

 

COMO FUNCIONA O RFID

 

Já é um ato que virou rotina na vida de todos: ao fazer uma compra, um leitor ótico faz a leitura do código de barra, identificando qual é o produto e também o seu preço e se você realiza muitas compras, esse processo pode ser um tanto quanto demorado.

 

Existe uma tecnologia que há alguns anos vem sendo estudada e pode substituir esta prática conhecida de todos nós. Ela é conhecida como RFID (acrônimo para Radio-Frequency IDentification ou, em português, Identificação por Rádio Frequência) e uma de suas aplicações seria justamente em lojas e supermercados.

 

Isso porque esta é uma tecnologia de comunicação de curto alcance e etiquetas RFID poderiam ser lidas automaticamente por sensores na saída do supermercado, por exemplo, dispensando o trabalho manual e individual de leitura dos códigos de barras. Além disso, existem diversas outras aplicações para este sistema, que serão expostos ainda neste artigo.

Funcionamento do RFid

Como funciona?

 

Um sistema de RFID é composto, basicamente, de uma antena, um transceptor, que faz a leitura do sinal e transfere a informação para um dispositivo leitor, e também um transponder ou etiqueta de RF (rádio frequência), que deverá conter o circuito e a informação a ser transmitida.  Estas etiquetas podem estar presentes em pessoas, animais, produtos, embalagens, enfim, em equipamentos diversos.

 

Assim, a antena transmite a informação, emitindo o sinal do circuito integrado para transmitir suas informações para o leitor, que por sua vez converte as ondas de rádio do RFID para informações digitais. Agora, depois de convertidas, elas poderão ser lidas e compreendidas por um computador para então ter seus dados analisados.

 

 

Etiquetas RFID

 

Existem dois tipos de etiquetas RFID: passiva e ativa.

 

• Passiva – Estas etiquetas utilizam a rádio frequência do leitor para transmitir o seu sinal e normalmente têm com suas informações gravadas permanentemente quando são fabricadas. Contudo, algumas destas etiquetas são “regraváveis”.

 

• Ativa – As etiquetas ativas são muito mais sofisticadas e caras e contam com uma bateria própria para transmitir seu sinal sobre uma distância razoável, além de permitir armazenamento em memória RAM capaz de guardar até 32 KB.

E onde o RFid pode ser útil?

O sistema de identificação por rádio frequência pode atuar em diversas frentes, que podem ir desde aplicações médicas e veterinárias até uso para pagamento e substituição de códigos de barras. Gestão de inventário, estoques, monitoramento de rastreamento. Conheça agora algumas destas aplicações da RFID.

 

INVENTÁRIO MAIS FÁCIL, RÁPIDO E INTELIGENTE

 

assetSite.png

O serviço de Inventário de Patrimônio com Etiquetas RFID engloba todas as etapas do Inventário Patrimonial, mas com a facilidade da utilização da tecnologia das etiquetas inteligentes de RFID.

 

As soluções vão desde as etiquetas ou tags RFID que podem ser personalizadas e encapsuladas conforme o tipo de aplicação, o RFMOBI Inventário (software de inventário físico) compatível para leitura das tags e também o software de patrimônio, para dar continuidade a gestão do imobilizado.

 

Entre as vantagens do uso do RFID no controle patrimonial estão a leitura em lote de vários bens, que possibilitam a redução do tempo de realização do inventário e aceleram o processo de revisão física do imobilizado.

 

RFID NA CADEIA LOGÍSTICA

 

Operação Logística com RFid

Um dos campos férteis para a aplicação da tecnologia RFID é na gestão da cadeia logística (Supply Chain Management). As funcionalidades do RFID permitem desenvolver aplicações logísticas mais flexíveis e inteligentes. 

 

Como o RFID agrega valor aos produtos e serviços na cadeia logística:

 

Estes exemplos mostram que os benefícios do RFID na Logística vão muito além do que fazer o controle da movimentação e armazenamento dos materiais ao longo da cadeia logística. Bem aplicada, a tecnologia RFID pode mudar a forma de fazer os negócios, contribuir na melhoria dos serviços, atender melhor os clientes, aumentar a qualidade dos produtos, reduzir tempo, custo de distribuição e movimentação de materiais.

 

As principais funcionalidades que permitem ir além das fronteiras das atividades gerenciais e agregar valor nos produtos e serviços são:

  • Armazenar dados do produto além do código do item.
  • RFID do tipo ativo pode enviar dados, indicativo de situação umidade, temperatura e até a localização exata se combinado a um GPS.
  • RFID UHF pode alcançar até mais de 10 metros, dependendo do ambiente.
  • Possibilidade de leitura e gravação de dados (Read-Write).
  • Captura de RF de objetos em movimentos não uniformes.
  • A leitura não precisa ser estática e em linha reta como no código de barras.
  • Distância de captura maior do que da leitora óptica (Range de leitura).
  • Gravar código único de produto ou peça não alterável (Read only).
  • Reutilização da tag RFID.

 

 

Solução logística com RFid
Solução logística com RFid
BENEFÍCIOS DA APLICAÇÃO DO RFID NA LOGÍSTICA
RFID-Warehouse1.jpg

Melhoria nos níveis de serviços agregando flexibilidade e inteligência nos processos.

 

Na fabricação: Recebimento automatizado integrado ao PCP permite dar continuidade sem perda de tempo aguardando a notificação de recebimento do material.

 

Linha de montagem: Produção customizada de produtos.

 

No varejo: Reabastecimento automático dos itens faltantes, controle da data de validade, agilização do check-out, controle de estoques, controle de devoluções.

 

Evitar falsificações com a gravação do código único do produto não alterável.

 

Conferir caixas, pallets e prateleiras no alto sem ter que abrir ou sem contato visual.

 

Redução no tempo total do ciclo pedido até entrega da mercadoria.

 

Ganhos de velocidade nas movimentações de materiais.

 

Redução de erros nas entregas de pedidos dos clientes.

 

Eliminação de processos de leitura um a um do código de barras e consequente ganho na velocidade de leitura com a captura simultânea de várias tags.

 

Mais agilidade e rapidez na localização dos materiais.

 

Rastreamento de pessoas, animais e objetos.

Controle de estoque: Registro automático das entradas e saídas de materiais.

 

Monitoramento e controle de operações logísticas aumentando a segurança.

 

Certificar que foi feito a captura da tag RFID, gravando a data/hora da leitura.

 

Inventário de produtos e materiais com rapidez com menos mão de obra.

 

 
SOLICITE AGORA o seu PRÉ ORÇAMENTO

 

Operação Logística com RFid

Evidentemente existem também fatores que dificultam a aplicação da tecnologia RFID. Ondas de rádio podem ser impedidas de propagação se encontrar algum obstáculo. Metais influenciam na distância da captura. Líquidos e o próprio corpo humano podem também impedir a captura. A distância de captura se não for bem planejada pode causar problemas como do tipo abrir uma cancela indevidamente.

 

Observando as funcionalidades e os benefícios que o uso da tecnologia podem proporcionar, podemos concluir que o RFID pode ser o diferencial competitivo para dar mais sustentabilidade aos negócios. O importante é estudar bem a tecnologia, fazer um bom projeto, redesenhar os processos, desenvolver os aplicativos e fazer um teste piloto criterioso antes de sair colocando as tags RFID nos materiais.